Início das visitas domiciliares do Programa Criança Feliz Brasiliense

Nesta semana se iniciou mais uma etapa do Programa Criança Feliz Brasiliense: as visitas domiciliares com as famílias já cadastradas no Sistema Único de Assistência Social e que preencheram o termo de adesão.

Esse é o 7º passo do Programa e é uma ação fundamental: é por meio das visitas que os registros, o acompanhamento e o monitoramento das atividades serão realizados com o objetivo de cumprir o eixo do Programa, que é a integração das políticas de atenção à primeira infância. 

No DF, o Criança Feliz Brasiliense foi lançado em maio deste ano pelo governador Ibaneis Rocha, sendo a primeira-dama do DF, Mayara Rocha, a madrinha desta edição. A primeira visita foi um momento especial: Marina Sousa, 22 anos, e sua filha Aurora, 7 meses, receberam a visitadora Carolina Bomfim e supervisora Ester de Souza para explicação do Programa e para realização do primeiro atendimento e interação com a criança.

A inauguração dessa etapa, no dia 16, contou com a presença de Elayne Rangel e Fernanda Monteiro, da Governadoria do Governo do Distrito Federal, Anusha Soares, da Subchefia de Políticas Sociais e Primeira Infância da Governadoria, Adriana Faria, da  Subsecretaria de Políticas para Crianças e Adolescentes da Secretaria de Estado da Justiça do DF (Sejus-DF), Lisane Marques, consultora do Programa, Cícera Pinheiro, assessora do Ministério da Cidadania e Regina Cavalcante, presidente do conselho de compliance do IECAP.

Em uma segunda visita, em 19 de dezembro, a convite da primeira-dama do DF, a primeira-dama Michelle Bolsonaro esteve com Marina e Aurora vendo de perto como será a fase de execução do Programa no Distrito Federal.

O IECAP atuará com as visitações domiciliares do Criança Feliz Brasiliense e conta com uma equipe de 52 visitadores, 2 supervisores e 4 coordenadoras que auxiliarão no bom andamento da fase de registro, acompanhamento e monitoramento das atividades junto às famílias.

O Programa Criança Feliz Brasiliense inicia sua primeira edição em 2019 e é uma iniciativa do governo do Distrito Federal junto ao Ministério da Cidadania.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *