O Projeto

Centros de Juventude – Secretaria da Juventude do DF(2017 – atual).

Em 2017, o Instituto de Educação, Esporte, Cultura e Artes Populares – IECAP iniciou as atividades de gestão e operacionalização das atividades dos Centros de Juventude do Distrito Federal, programa que foi objeto do Chamamento Público nº 001/2017 realizado pela Secretaria de Políticas para Crianças, Adolescentes e Juventude – SECRIANÇA, ocasião em que o IECAP apresentou o projeto Juventude em Ação, cujas diretrizes estavam em consonância com os requisitos do certame, originando a celebração do Termo de Fomento nº 002/2017.

Os Centros de Juventude são equipamentos públicos constituídos pela Lei nº 5.142, de 31/07/2013, que institui a Política Distrital de Atenção ao Jovem – PDAJ. Foi regulamentada pelo Decreto nº 35.172, de 14/02/2014. Como um dos componentes previstos na PDAJ, os Centros de Juventude são espaços físicos que visam contribuir para o desenvolvimento integral dos jovens por meio de ações nas áreas de educação, cultura, lazer, esporte, saúde, cidadania, direitos humanos, qualificação profissional, atividades de convivência, inclusão digital e social, formação para o empreendedorismo, assistência social, prevenção do uso de drogas e ações sociais de desenvolvimento comunitário.

As ações desenvolvidas no âmbito dos Centros de Juventude devem priorizar o acesso de jovens de famílias inscritas no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal e aqueles em situação de vulnerabilidade ou risco social, contemplando as minorias, pessoas com deficiência, garantindo condições de acessibilidade e acolhimento a todos os tipos de perfis dentro da faixa etária atendida.

Em complementação ao já proposto pelas normativas legais e as orientações estabelecidas pela Subsecretaria da Juventude, à época, o projeto ampliou o leque de atuação dos Centros de Juventude, aprofundando o impacto social proveniente da realização das oficinas e cursos ofertados, como o desenvolvimento de atletas de alto rendimento das oficinas esportivas e incentivo à participação em competições; incentivo a geração de renda autônoma por meio da oficina de culinária sustentável; desenvolvimento de habilidades socioemocionais; atendimento diferenciado para jovens com necessidades diferenciadas como àqueles em cumprimento de medidas socioeducativas e àqueles que possuem algum tipo de deficiência que restrinja a sua locomoção, aprendizado e inclusão social; orientações quanto ao comportamento adequado para a realização de entrevistas de emprego; encaminhamento para o mercado de trabalho; construção de um plano de futuro para os jovens com a orientação do psicólogo e do assistente social visando à transformação de vidas.

Como responsável por desenvolver a metodologia e a execução de atividades destinadas à juventude, o IECAP estabeleceu como premissas a promoção do protagonismo e da emancipação permanente dos jovens do Distrito Federal por meio das diversas vertentes de ações executadas nos Centros de Juventude.

Atualmente, o DF possui três Centros de Juventude localizados nas cidades de Ceilândia, Estrutural e Samambaia, que juntos realizam cerca de 5 mil atendimentos diretos e 25 mil atendimentos indiretos ao ano. Desde que o IECAP iniciou a gestão dos Centros Juventude até os dias atuais é possível contabilizar 15 mil atendimentos diretos e 75 mil atendimentos indiretos, garantindo à Juventude do DF um espaço que foi pensado para atender todas as necessidades deste público, observando as peculiaridades desta faixa etária, ofertando serviços que atendem de maneira assertiva o que os jovens anseiam.

A Secretária da Juventude é atual responsável pela gestão da parceria, contribuindo de maneira permanente e com orientações precisas para que os Centros de Juventude, por meio do IECAP, continuem a contribuir de maneira cada vez mais eficaz na garantia dos direitos dos jovens e na oferta de atividades que realmente mudem a trajetória de vida deste publico tão importante para o futuro do país.

Impacto

Qualificação e Oportunidades– Base para a implantação de alternativas de desenvolvimento, além de garantir a participação social e cultural em cada região administrativa.

Participação Social e Inclusão – consolidação de mecanismos efetivos para destinação de investimentos e construção de equipamentos sociais destinados ao atendimento das demandas da juventude.

Desenvolvimento local – modelo de desenvolvimento local, baseado nas características territoriais e na identidade coletiva, visando à sustentabilidade ambiental, social, cultural, econômica e política.

Direitos e Cidadania – Fomento a iniciativas de garantia de direitos promovidas por diferentes órgãos públicos e organizações da sociedade civil.

Protagonismo – incentivo à participação ativa dos jovens em fóruns locais e nacionais de políticas públicas, promovendo o seu acesso ao conjunto das ações definidas pelo governo e seu envolvimento no monitoramento daquelas que são implementadas em cada cidade do Distrito Federal.

Números

Total de Atendimentos (2018)

13.032

Total de Atendimentos (2019)

14.243

Total Geral de Atendimentos

27.275

Mais Informações

Duração do projeto: Contínuo

Público-alvo: jovens de 15 a 29 anos

Principais segmentos: acompanhamento psicossocial, inclusão social, protagonismo juvenil, participação cidadã, empreende-dorismo social, cultura, arte, esporte, qualificação profissional e saúde.

Locais de atendimento:

Ceilândia

QNN 13 – AE  Mód B – 1 Andar,
Tel. (61) 3372-9713 | 9 9629-6941

Estrutural

Área especial n°8, na Praça Central,
Tel. (61) 3234-2195 | 9 9860-4894

Samambaia

QS 402, conjunto G, lote 01,
Tel. (61) 3357-0312 | 9 9866-0959