105 jovens concluem ciclos das oficinas de Muay Thai no Centro de Juventude em 2019

Em 2019 matricularam-se na oficina de Muay Thai, oferecida pelo Centro de Juventude (CJ) do DF, 133 jovens. As atividades foram ofertadas nas três unidades, Ceilândia, Estrutural e Samambaia, e fizeram sucesso com os participantes.

Também chamado de Boxe Tailandês por conta de sua origem no país asiático, o Muay Thai começou a fazer parte da grade de atividades dos Centros de Juventude como uma opção que ofereceria benefícios não apenas ao corpo, mas também à mente dos participantes. A atividade tem feito sucesso entre os jovens porque além de trazer mudanças físicas, como condicionamento físico e ganho de massa muscular, o esporte trabalha o autocontrole, a postura, a disciplina. Com práticas coletivas, o Muay Thai também ajuda no entrosamento e associação entre os jovens e melhora a autoestima.

Esse ano tivemos 105 jovens que concluíram os ciclos das oficinas. A certificação dos alunos deu-se por meio de dois eventos solenes organizados para marcar a passagem e o compromisso dos jovens com as aulas. As formaturas ocorreram em maio e nesse mês de dezembro, contanto com a presença não apenas dos jovens e dos professores de todas as oficinas e cursos oferecidos no CJ, mas também de representantes da Secretaria de Juventude do DF, além de familiares e amigos dos participantes.

O sucesso das oficinas não se restringe apenas à formatura, que marca a passagem dos jovens e representa a graduação no esporte, mas compreende também alunos que se tornaram instrutores no CJ e se profissionalizaram no esporte. É o caso do ex-aluno, e agora professor, Diego Coelho. Iniciou seu caminho nas aulas oferecidas em Ceilândia pelo professor e lutador Carlos Alexandre e hoje luta em competições profissionais e dá aulas de Muay Thai no Centro de Juventude de Samambaia.

Casos de sucesso que surgem dentro dos ciclos de oficinas inspiram os jovens a continuarem participando continuamente das atividades esportivas do Centro de Juventude.